As provas da ressurreição de Jesus no Santo Sudário

Tem muitas outras provas que indicam qu e o Sudário não é falso medieval.

Colocamos aqui mais algumas.

A primeira é que a imagem do Sudário é tridimensional. Dois oficiais da Força Aérea norte-americana. John Jackson e Eric Jumper, analisando o Sudário perceberam que a figura foi impressa de maneira tridimensional, de ta; forma que é possível conhecer a distância entre o tecido e as diversas partes do corpo. Para a reconstituiçào da tridimencionalidade, utiliza-se um aparelho. Qual não foi o seu espanto ao constatar que se constitui uma imagem tridimencional e que esta parecida emergir gradativamente do pano como na ressurreiçào. Eles exclamram: Cristo Ressuscitou.

 

O tratamento da imagem do computador produz uma forma tridimencional proporcionada e sem distorções, o que jamis ocorre em caso de pintura e fotografia. Isso nos mostra qu o Sudário não é pintura de tipo algum, não é uma forma primitiva de fotografia e não exibe qualquer evidência de ter sido feita por mãos humanas. Os mesmos testes foram repetidos à exaustão com infinidade de imagem de pinturas dos maiores gênios expressionistas e até com fotografias. Em nem um caso o efeito obtido com a imagem do Sudário pode ser repetido! A imagem de Turim é unica em toda a história da humanidade. Em lugar algum, em nenhuma época, nada parecido jamis existiu!

Uma outra prova é que os estudos do Sudário comprovam na trama do Linho a presença de sangue humano verdadeiro (sangue do sexo masculino, tipo AB, que é o mais frequente entre os hebreus). Esta comprovação anula a hipótese de que a imagem possa ter sido feita por um artista, pois nem mesmo seria capaz de utilizar pelo menos 5 litros de sangue humano e à pinceladas, contituir a imagem que é vista no Sudário. Além disso, o linho possui diversas camadas, e o estudo do sangue existente nas fibras comprova ter sido este absorvido pelo contato, pois nem todas as camadas estão impregnadas. Isto seria impossível de conseguir se fosse uma fraude.

 

Uma terceira prova, além da confirmação do sangue no Sudário, é que as marcas de sangue estão em perfeita correspondência com a anatomia, isto é, sangue arterial e sangue venoso nos seus respectivos lugares. Como se sabe, a Medicina só descobriu a diferença dos dois fluxos sanguineos no final no final de 1500. É impossivel separar artificialmente, com um pincel, por exemplo, o sangue de uma fase mais densa de uma mais líquida, como está no Sudário. Mas uma prova. A análise feita através de fotografia com luz altravioleta florecente revelou que ao redor das manchas de sangue presentes no Sudário há uma forte presença do soro que é formado pelo corpo humano em caso de tortura – como a que foi submetido Jesus nos Evangelhos – pois sob tortura, as paredes dos glóbulos vermelhos do sangue se rompem, liberando bilirrubina, presente nessas áreas do tecido. O fato de aver soro (invísivel a aolho nú) ao redor das manchas de sangue  no Sudário, por exemplo, era algo que não poderia ter sido produzido por nenhum falsificador. O fato concreto é que ninguém conseguiu mesmo com todas as novas tecnologias que vào surgindo, explicar e nem reproduzir a imagem do chamado Sudário de Turim. A produção daquela imagem, portanto, seria algo absolutamente impossível para qualquer falsificador ou artista da Idade Média.

 

Estas e numerosas outras provas que aqui omitimos noslevam a afirmar com absoluta certeza que o Sudário nào é fruto de fraude, pintura, ou sangue iserido por algum falsificador medieval.

 

Publicado em Católico | Com a tag , , , , , , , | Deixar um comentário

Costumes da Quaresma

Costumes durante o tempo da Quaresma

 

A Igreja pede que não se coma carne na quarta-feira de cinzas nem na sexta-feira Santa. Objetivo são jejum e sacrifício

por Fábio Luporini

Você come carne durante o tempo da Quaresma? O costume da abstinência da carne vermelha era uma norma da Igreja que passou a vigorar alguns séculos depois de Cristo. Segundo o assessor de liturgia da arquidiocese de Londrina, padre Joel Ribeiro Medeiros, o objetivo de evitar o alimento durante as quartas e sextas-feiras e na Semana Santa era distribuir o que não foi consumido para os mais necessitados.

Com passar do tempo, os costumes foram se flexibilizando e atualmente a regra da Igreja, segundo o padre Joel, fala expressa que os católicos devem evitar comer carne vermelha na quarta-feira de cinzas (início da Quaresma) e na sexta-feira Santa. “A norma de jejum da Igreja diz que não se deve comer carne pelo menos nesses dois dias. Nos outros, não há problema algum”, afirma o padre.

A Igreja recomenda ainda que cada católico estabeleça um propósito de abstinência durante o período da Quaresma. “Não é somente deixar algo que tanto gosta, é preciso doar aos pobres o dinheiro que se ia gastar”, explica padre Joel. De acordo com ele, o sentido de distribuir aos mais necessitados o que não se gastaria com o consumo de algo continua vivo desde o cristianismo primitivo e é o sentido maior do sacrifício da Quaresma.

Sacrifício

O assessor de liturgia ressalta que há uma grande crítica quanto à troca da carne vermelha por um peixe mais caro, como o bacalhau, nos dias de hoje. “Esta é a crítica que se faz, pois os dias de abstinências não são para fazer um banquete, mas sim jejum e sacrifício”, destaca. “Comer bacalhau não é nenhum sacrifício”, completa.

Conforme padre Joel, o mercado capitalista se aproveita da época em que os católicos não comem carne vermelha para vender o bacalhau. “As empresas se aproveitam desses dias. O peixe sempre fica mais caro nessa época”, observa.

O sacrifício, de acordo com ele, é necessário porque a Quaresma é um tempo de preparação para a Páscoa do Senhor. Oração, jejum e penitência compreendem, segundo o padre Joel, o sentido verdadeiro dessa época, que cada cristão deve buscar se preparar para a grande festa da Igreja: a ressurreição de Cristo.

Símbolos da Quaresma

Cor Roxa: Significa introspecção, penitência e interiorização. Costuma ser utilizada nos paramentos litúrgicos como a estola, a casula do padre e a toalha do altar.
Cinzas: Um símbolo penitencial da Quaresma porque lembra que cada cristão não é permanente aqui na Terra. “(…) porque és pó, e em pó te hás de tornar” (Gênese 3, 19b). É utilizada na missa de quarta-feira de Cinza, início da Quaresma. As cinzas usadas na celebração vêm da queima dos ramos do Domingo de Ramos do ano anterior.
Cantos: No tempo da Quaresma não se cantam o Hino de Louvor nem o Aleluia, e a aclamação ao Evangelho, porque é época de penitência, reclusão e preparação para a Páscoa, momento mais a frente que se cantará com alegria.
Flores: Não se utilizam flores nesse tempo, porque a flor é símbolo da alegria.
Cruz: É um símbolo da Igreja católica, mas assume significado mais profundo durante a Quaresma, porque representa a fragilidade humana. É tempo de doação, dor e penitência.

 

Fonte: Pascom – Imaculada
Publicado em Católico | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

O que é o credo?

Imagem de Destaque

O que é o credo?

O Creio é o resumo da fé católica

 

Desde o início de sua vida apostólica, a Igreja elaborou o que passou a ser chamado de “Símbolo dos Apóstolos”, cujo nome é o resumo fiel da fé dos apóstolos; foi uma maneira simples e eficaz de a Igreja exprimir e transmitir a sua fé em fórmulas breves e normativas para todos. Em seus doze artigos, o ‘Creio’ sintetiza tudo aquilo que o católico crê. Este é como “o mais antigo Catecismo romano”. É o antigo símbolo batismal da Igreja de Roma.Os grandes santos doutores da Igreja falaram muito do ‘Credo’. Santo Ireneu (140-202), na sua obra contra os hereges gnósticos, escreveu: “A Igreja, espalhada hoje pelo mundo inteiro, recebeu dos apóstolos e dos seus discípulos a fé num só Deus, Pai e Onipotente, que fez o céu e a terra (…).Esta é a doutrina que a Igreja recebeu; e esta é a fé, que mesmo dispersa no mundo inteiro, a Igreja guarda com zelo e cuidado, como se tivesse a sua sede numa única casa. E todos são unânimes em crer nela, como se ela tivesse uma só alma e um só coração. Esta fé anuncia, ensina, transmite como se falasse uma só língua.  (Adv. Haer.1,9)

São Cirilo de Jerusalém (315-386), bispo e doutor da Igreja, disse: “Este símbolo da fé não foi elaborado segundo as opiniões humanas, mas da Escritura inteira, de onde se recolheu o que existe de mais importante para dar, na sua totalidade, a única doutrina da fé. E assim como a semente de mostarda contém, em um pequeníssimo grão, um grande número de ramos, da mesma forma este resumo da fé encerra, em algumas palavras, todo o conhecimento da verdadeira piedade contida no Antigo e no Novo Testamento (Catech. ill. 5,12)


Santo Ambrósio (340-397), bispo de Milão, doutor da Igreja que batizou Santo Agostinho, mostra de onde vem a autoridade do ‘Símbolo dos Apóstolos’, e a sua importância:
“Ele é o símbolo guardado pela Igreja Romana, aquela onde Pedro, o primeiro dos apóstolos, teve a sua Sé e para onde ele trouxe a comum expressão da fé” (CIC §194).”Este símbolo é o selo espiritual, a mediação do nosso coração e o guardião sempre presente; ele é seguramente o tesouro da nossa alma” (CIC §197). Os seus doze artigos, segundo uma tradição atestada por Santo Ambrósio, simbolizam com o número dos apóstolos o conjunto da fé apostólica (cf. CIC §191).O símbolo da fé, o ‘Credo’, é a “identificação” do católico. Assim, ele é professado solenemente no dia do Senhor, no batismo e em outras oportunidades. Todo católico precisa conhecê-lo com profundidade.

Por causa das heresias trinitárias e cristológicas que agitaram a Igreja nos séculos II, III e IV, ela foi obrigada a realizar concílios ecumênicos (universais) para dissipar os erros dos hereges. Os mais importantes para definir os dogmas básicos da fé cristã foram os Concílios de Nicéia (325) e Constantinopla I (381). O primeiro condenou o arianismo, de Ário, sacerdote de Alexandria que negava a divindade de Jesus; o segundo condenou o macedonismo, de Macedônio, patriarca de Constantinopla que negava a divindade do Espírito Santo.

Desses dois importantes Concílios originou-se o ‘Credo’ chamado “Niceno-constantinopolitano”, o qual traz os mesmos artigos da fé do ‘Símbolo dos Apóstolos’, porém de maneira mais explícita e detalhada, especialmente no que se refere às Pessoas divinas de Jesus e do Espírito Santo.Além desses dois símbolos da fé mais importantes, outros ‘Credos’ foram elaborados ao longo dos séculos, sempre em resposta a determinadas dificuldades ou dúvidas vividas nas Igrejas Apostólicas antigas. Um exemplo é o símbolo “Quicumque”, dito de Santo Atanásio (295-373), bispo de Alexandria; as profissões de fé dos Concílios de Toledo, Latrão, Lião, Trento e também de certos Pontífices como a do Papa Dâmaso e do Papa Paulo VI (1968).

O Catecismo da Igreja nos diz que: “Nenhum dos símbolos das diferentes etapas da vida da Igreja pode ser considerado como ultrapassado e inútil. Eles nos ajudam a tocar e a aprofundar, hoje, a fé de sempre por meio dos diversos resumos que dela têm sido feitos” (CIC § 193).

O Papa Paulo VI achou oportuno fazer uma solene Profissão de Fé no encerramento do “Ano da Fé” de 1968. O Papa Paulo VI quis colocá-lo como um farol e uma âncora para a Igreja caminhar nos tempos difíceis que vivemos, por entre tantas falsas doutrinas e falsos profetas, que se misturam sorrateiramente como o joio no meio do trigo, mesmo dentro da Igreja.

Paulo VI falou, na época, daqueles que atentam “contra os ensinamentos da doutrina cristã”, causando “perturbação e perplexidade em muitas almas fiéis”. Preocupava o Papa as “hipóteses arbitrárias” e subjetivas que são usadas por alguns, mesmo teólogos, para uma interpretação da revelação divina, em discordância da autêntica interpretação dada pelo Magistério da Igreja.

Sabemos que é a Verdade que nos leva à salvação (cf. CIC §851). São Paulo fala da “sã doutrina da salvação” (2 Tm 4,7) e afirma que “Deus quer que todos se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade” (1Tm 2,4); e “a Igreja é a coluna e o fundamento da verdade” (1Tm 3,15).

Com este artigo queremos dar início a uma série de outros doze, explicando, resumidamente, cada um dos artigos do ‘Credo’.
Publicado em Católico | Com a tag , | Deixar um comentário

Primeiro ano do Papa Francisco

Dom Raymundo Damasceno Assis

CNBB

Dom Raymundo Cardeal Damasceno Assis

Arcebispo de Aparecida (SP)

Há um ano, no dia 13 de março de 2013, o Cardeal Jorge Mario Bergoglio, foi eleito Papa, o 266º. Sucessor de Pedro. Um ano é um período muito curto para falar do seu pontificado, mas o Papa Francisco preencheu esse primeiro ano de modo tão intenso, que chega a dar impressão de um tempo muito mais longo.

 

Não é fácil avaliar o pontificado de um Papa do qual estamos tão próximo. Vou referir-me a três pontos que podem nos ajudar a compreender melhor o pontificado do Papa Francisco: o que ele tem transmitido pelos gestos e sinais; o que ele tem dito, e o que ele tem realizado.

Comecemos pelos gestos e sinais. O Papa Francisco sempre surpreende. Começou no dia mesmo da eleição. A maneira como saudou e rezou com o povo, reunido na Praça de São Pedro: “e agora, eu gostaria de vos dar a bênção, mas antes peço um favor: antes que o bispo abençoe o povo, eu vos peço de rezar ao Senhor para que ele me abençoe: a oração do povo pedindo a bênção para seu Bispo. Façamos esta oração em silêncio: de todos vós sobre mim”; o uso de um micro-ônibus no lugar do carro oficial, no primeiro dia de Papa; a decisão de residir na Casa de Santa Marta e não no Palácio Apostólico. Ele tem também uma maneira especial de se comunicar com as pessoas: escreve cartas, chama pelo telefone, faz visitas. Mereceu destaque a visita feita no primeiro dia de pontificado para pagar pessoalmente sua conta na Casa Internacional, onde esteve hospedado antes do Conclave que o elegeu. Sua viagem à Lampedusa, ao cárcere de menores, ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Tudo isso mostra um Papa que escolheu um estilo muito pessoal, próprio do pastor, de exercer o seu ministério de sucessor de Pedro. E a marca deste estilo é a simplicidade, a alegria, a proximidade e amor às pessoas, sobretudo, aos mais pobres. Esses seus gestos conferem uma força extraordinária ao que ele diz.

O que o Papa Francisco tem dito. As falas são simples, diretas, vigorosas. À sociedade, ele fala da ética, posicionando-se na defesa dos pobres, migrantes, anciãos e crianças. Recorda a todos que, em primeiro lugar, está a dignidade da pessoa e é a partir dela que se deve pensar e planejar a economia e fazer política. À Igreja, ele fala de sair de si mesma, de ir às periferias existenciais e físicas. Quer uma Igreja como “hospital de campanha”, onde as pessoas são acolhidas, acompanhadas, curadas de suas feridas e amadas. Na missa diária de um Papa, pela primeira vez, as homilias são divulgadas, diariamente, e abrem um canal de comunicação cotidiana entre o Papa e a Igreja.

O que o Papa Francisco tem realizado. O Papa Francisco tem afirmado que os Cardeais o elegeram esperando que faça as reformas esperadas. Começou com a instituição do Grupo dos 8 Cardeais para ajudá-lo na reforma da Cúria e no governo da Igreja. Em seguida, voltou-se para o IOR – Instituto para as Obras de Religião – conhecido como o Banco do Vaticano. Dos quatro textos legislativos publicados, três tratam de questões econômicas e não só na Igreja: prevenção e combate à lavagem de dinheiro; financiamento do terrorismo e à proliferação de armas de destruição de massa; aprovação do novo Estatuto da Autoridade de Informação Financeira do Vaticano para prevenir e combater possíveis atividades ilegais no campo financeiro, e, agora, recentemente, a criação do Conselho e de uma Secretaria para supervisionar e coordenar as atividades administrativas-econômicas da Santa Sé e do Estado do Vaticano.

A reforma da Cúria está sendo estudada com cuidado e sem pressa. O Papa Francisco tem falado que a reforma da Cúria por mais importante que seja, é um dos aspectos da reforma de que a Igreja necessita. Fundada por homens e mulheres, santa e pecadora, a Igreja para ser fiel a sua vocação, precisa purificar-se cada dia e buscar sem cessar o rosto de Cristo. A verdadeira reforma, portanto, é espiritual e pastoral.

Deste primeiro ano de Pontificado de Francisco, uma semana foi vivida no Brasil, de 22 a 29 de julho de 2013. Somos testemunhas, nós brasileiros, da força de suas palavras e de seu coração de pastor. Sua simplicidade, seu sorriso, suas palavras diretas, incisivas, sua proximidade às pessoas, conquistaram não só os jovens da Jornada Mundial da Juventude, mas todo o povo brasileiro. O Papa Francisco tem razão quando disse: “os brasileiros “roubaram” meu coração.” A recíproca também, é verdadeira, Papa Francisco: foi o senhor quem primeiro “roubou” o nosso coração.


Publicado em Católico | Com a tag , | Deixar um comentário

Vamos entender a oração da Ave Maria

Ave-Maria está na Bíblia?

Vamos ler Lucas-/,26-28. Como vimos o Próprio Anjo Gabriel, enviado por Deus, saúda Maria assim:

 

AVE. CHEIA DE GRAÇA. O SENHOR É CONTIGO(Lc 1.28).

Ele, enviado de Deus a declara CHEIA DE GRAÇA.

Vamos íer agora em Lc 1,39-42. Você percebeu que Isabel, cheia do Espírito Santo exclamou:

BENDITA ÉS TU ENTRE AS MULHERES E BENDITO É O FRUTO DO TEU VENTRE” . Se você notar bem, vai perceber que Isabel proclamou isso esiando ela cheia do Espírito Santo, ou seja, o próprio Espírito Santo chama Maria de bendita. E mais, o mesmo adjetivo que o Espírito Santo (através de Isabel) usa para Maria (=bendita), usa para o fruto co seu ventre, que é o próprio Jesus (=bendifo). Ora, meu irmão, se o Espírito Santo declarou Maria bendita, quem poderá dizer o contrário? Não tenha medo de bendizer (=dizer bem, falar bem de…) a mãe de Jesus. Da mesma forma que você fato bem de Jesus, fale bem também de Maria, sua mãe.

SANTA MARIA”, como amava chamá-la Lutero fundador da Igreja Evangélica alemã. A palavra “Santa”, que quer dizer: ESCOLHIDA, SE­ PARADA PARA DEUS! Lembremos que São Paulo costumava chamar todos os cristãos de “Santos” (Co/ 3,12) e a Carta aos Hebreus diz: ” Por isso, irmãos santos, vocês participam de um chamado que vem do céu” (Heb 3, 1 j. Se todos os cristãos são “santos”, porque não posso honrar Maria com este nome?

Finalmente, quem é Jesus? Não é Deus Feito Carne. Se Maria é a mãe de Jesus, então podemos dizer dela que é também a “MÃE DE DEUS” encarnado. A esta mulher tão cheia de Deus, tão perto de Deus, não podemos pedir que ore por nós, que somos pecadores. Como já meditamos no episódio das Bodas de Cana, Maria é uma potente intercessora porque pedindo, consegue que Jesus faça um milagre que não quer.’ Existe uma intercessora mais potente daquela que consegue mudar até os planos de Jesus!

Com confiança, podemos concluir: “Rogai por nós, pecadores, agora e no hora de nossa morte, amém?

Juntando todas estas frases bíblicas você vai construir a Ave Maria e é bom a gente orar com as Palavras da Bíblia quanto mais puder! AVE MARIA, CHEITA DE GRAÇA, O SENHOR É CONTIGO. BENDITA SOIS VÓS ENTRE AS MULHERES E BENDITO É O FRUTO DO TEU VENTRE JESUS. SANTA MARIA, MÃE DE DEUS, ROGAI POR NÓS PECADORES AGORA Ë NA HORA DA NOSSA MORTE AMÉM!

 

Você tem coragem de falar para Jesus que sua mãe era uma “mulher qualquer”!

Cada um de nós tem uma mãe nesta terra e, depois de Deus, ela é o ser que mais amamos, junto ao nosso pai. Cada um de nós ficaria muito sentido se alguém falasse que sua mãe é uma “mulher qualquer”. Imagine o que Jesus sente quando uma pessoa fala de Maria, a sua mãe, como de uma “mulher qualquer” (coisa que infelizmente muitos “evangelicos” dizem). S e o anjo Gabriel, enviado por Deus a engrandeceu com palavras sublimes: “Alegre-se, cheia de graça! O Senhor está com você! “, “Não tenha medo, Maria, porque você encontrou graça diante de Deus. Eis que você vai ficar grávida, terá um filho, e dará a ele o nome de Jesus. ” (Lc 1,28- 31), não é admitido chamá-la de “mulher qualquer”. Se a Sagrada Escritura, pela boca de Isabel, a chama de “Bendita entre todas as mulheres” (Lc 1,42) quem poderá rebaixar esta sublime filha de Deus, que chamamos “Mãe de Deus” porque deu a vida, criou e educou Jesus, Verbo encarnado. Deus feito homem. Você já pensou com quanto carinho Maria cuidou de Jesus, ensinou-lhe a caminhar e a falar?

 

Publicado em Católico | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Lugar Privilegiado

Santuários são simbolos de intimidades com Deus. No antigo testamento, percebemos que foram construídos em lugares altos, ligados a alguma manifestação divina. São pontos de refarência qua dão ao povo a certeza de Sua presença, como no monte Horeb(Dt 5, 2)

 

A REVELAÇÃO do luga com presença de Deus é tão forte que, durante o exôdo do Egito, o Santuário que quardava a Arca da Aliança se fez inteiramente com o povoEx 25, 8).

Durante a o reinado de Salomão a Arca se fixou – se no templo de Jerusalém. O povo criou raizes ali, por isso cantavam com o Salmo 121: “Que alegria quando me vieram dizer: Vamos subir a casa do Senhor”.

No novo testamento, Jesus mostra que a manifestação de Deusse dá além do lugar, ao afirma que a samaritana que “vem a hora em que não adoreis o  Pai, nem neste monte nem em Jerusalém” ( Jo 4, 22). E Jesus da acesso ao Santuário a todos, não somente ao sacertodes, conforme afirma o autor em Hebreus ( 10, 19).

Deste modo, os cristãos “habitam pátricas, próprias, mas como pregrinos”, como diz a carta a Diogneto, texto escrito no ano 120 d.C. E constroem Santuários de pedra enquanto camiam para o celeste ( hb 9, 11).

Por isso, ao longa da hitória, pequenos e grandes Santuários são freguentados pelos cristãos em todo mundo

“O santuário é sempre de Deus”, mas, sobretudo na Europa e na América Latina, se consolidaram os grandes Santuários dedicados a Nossa Senhora onde “Maria aparece como próprio Santuário vivo e puro de Divindada. Ela é a tendo do encontro, a nova Arca da Aliança, estabelecida entre Deus e a humanida”. ( Clodovis Boff, no livro Mariologia Social).

Quando as pessoas visitam estes locais ou se unem a eles pelos meios de comunicação, precisam saber que se encontram naquilo que a Conferência Episcopal de Puebla considerou “lugares privilegiados”. e do Ducomento de Aparecida recorda que “o peregrino vive a experiência de um mistério que supera, não só da transcedência de Deus, mas também da Igreja, que transcende sua família e seu bairro. Nos santuários, muitpos peregrinos tomam decisões que marcam suas vidas” ( DA 260).

E assim a MI espera colaborar na orientação da caminha de muitos. Ela tem também seu Santuário, dedicado à Imacula Conceição e São Maximiliano Kolbe, onde a Virgem Maria troca olhares de ternura com o povo que vem com fé entregar a vida a Deus pelas mãos da Imacula.

Nesta construção com paredes de vidro recordamos que a oração não tem limites, dali são transmitidos momentos especiais de espiritualidade pela rádio e pela internet, celebradas missas e há constante Adoração ao Santíssimo Sagramento pelas intenções dos mílites.

 

Revista O Mílite

Paulo Teixeira

Estudante de Comonicação Social 

Publicado em Católico | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário

Duas Gotas

Eu olhava uma tela famosa, retratando a paixão de Jesus. Ante aquela cena cruel, dolorosa, meu espíroto encheu – se de luz.   Uma gota de sangue escorria pela face de Nosso Senhor. Perguntei a mim mesmo: haveria um retrato … Continue lendo

Mais galerias | Deixar um comentário

Pai Nosso

Pai Nosso 
(Lucas 11,2-4)

“Pai nosso que estais no céu…”
† Jesus responde “sim me chamou, estou aqui!”
“Então clamarás, e Javé responderá; gritarás por socorro, e Javé responderá: ‘Estou aqui’ Isso, se tirares do meio de ti o jugo, o gesto que ameaça e a linguagem injuriosa” (Isaías 58,9)

† Ante de você chama Pai, Ele sabe que você necessita do amor
“… Não sejais como eles, pois o vosso Pai sabe do que precisais antes de vós Lho pedirdes.” (Mateus 6,8)

† Como pode dizer Pai Nosso, sem reconhecer a grandeza, majestade?
“Todos ficaram admirados com a grandeza de Deus. O povo estava admirado com tudo o que Jesus fazia. Então Jesus disse aos discípulos” (Lucas 9,43)

† Como pode dizer que estais no céu, se você não sabe que o céu é a paz e o amor a todos?
O nosso Deus está no Céu, e faz tudo o que deseja. (Salmos 115,3) 

“Santificado seja o Vosso nome…”
† Santificado significa honrado, venerado e digno “de respeito. É Santo, Sagrado”
Pois assim diz Aquele que está no alto, lá em cima, Aquele que mora na eternidade e que tem um Nome santo: Eu moro na altura santa, mas estou com os oprimidos e humilhados, para reanimar o espírito dos humilhados e reanimar o coração dos oprimidos. (Isaias 57,15)

† E a obrigação do pecador é reconhecer que DEUS é acima de tudo, como provedor de todas as coisas.
“Por isso, Deus O exaltou grandemente, e Lhe deu o Nome que está acima de qualquer outro nome;” (Filipenses 2,9)

“Venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra, como no céu…”.
† Deus Tem controle sobre você e tudo que há no mundo! Quem freqüenta a igreja não significa fazer parte do Reino, como você tem tratado seus irmãos, ter o gasto seu dinheiro, Quanto tempo dá à televisão e aos seus lazeres, e o pouco tempo que você dedica a DEUS? Porque é tão difícil ficar 40 minutos ouvindo a Palavra na Igreja, se você vai ao cinema e fica 2 ou 3 horas e não reclama? Deus realiza sua vontade. Para que isso que é necessário que seja um cristão que ora com fervor, um cristão que traz o seu mais puro e sincero sentimento, semente dessa forma poderão ver e aceitar a vontade.
“Felizes os puros de coração, porque verão a Deus” (Mateus 5,8)

“O pão nosso de cada dia nos daí hoje…”
† Quando você pedir o pão aprenda que não deve se preocupar com o dia de amanhã, você deve pedir apenas o necessário. DEUS conhece todas as suas necessidades e vai supri-las. Mas se lembre daqueles que nem conhecem pão.
Jesus respondeu: A Escritura diz: “Não só de pão vive o homem, mas de toda a palavra de Deus”. (Lucas 4,4)


“Perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido…”
† E o seu próximo? Aquele a quem você tem desprezado? Perdoa que DEUS perdoara você e o aliviara. Se não consegue perdoar, então não me peça perdão!

“E não deixeis cair em tentações, mas livrai-nos do mal…”
† Não se ponha em situações onde possa ser tentado. Deixem de andar na companhia de pessoas que o levam a participar de coisas impuras, intrigas, fofocas, encontros onde existem bebidas alcoólicas. Isso tudo vai levá-lo para o caminho errado. E quando precisar de DEUS estará por perto. Se você não abandonar
“Vigiai e orai, para não cairdes em tentação, porque o espírito está pronto, mas a carne é fraca (Mateus 26,41) 

“Amém!”
O que quer dizer amém?
Só deve dizer amém quando aceita dizer tudo o que DEUS quer, quando concorda com vontade dele, quando segue os mandamentos, AMÉM quer dizer: assim seja, concordo com a oração. Medite a cada palavra! Dessa oração sempre

Publicado em Católico | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Pai Nosso Meditado

O Pai-Nosso Meditado

 

Se penso somente em mim, não posso dizer:

PAI-NOSSO…

Se não creio na Vida eterna, não posso dizer:

QUE ESTAIS NO CÉU…

Se não procuro santificar a minha vida, não posso dizer:

SANTIFICADO SEJA O TEU NOME…

Se confio nas riquezas, não posso dizer:

VENHA A NÓS O VOSSO REINO…

Se não sei renunciar a nada, não posso dizer:

SEJA FEITA A VOSSA VONTADE…

Se o meu comportamento não for humanitário, não posso dizer:

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU…

Se não sei repartir o pão, não posso dizer:

O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE…

Se não sei perdoar os outros, não posso dizer:

PERDOAI-NOS AS NOSSAS OFENSAS ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO…

Se não evito ocasiões que favoreçam ao pecado, não posso dizer:

NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO…

Se não fujo do pecado, não posso dizer:

LIVRAI-NOS DO MAL…

Se me revolto contra Deus, não posso dizer:

AMÉM.

Fonte: (Texto resumido e adaptado)

http://www.catequisar.com.br/mensagem/reflexoes/08/msn_200.htm

Publicado em Católico | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

A melhor oração é amar

A melhor oração é amar.

1. Se não sabes amar, tu não deves orar, a melhor oração é Amr.
2. Quem irá ensina a melhor oração, a melhor oração é amar.
3. É Jesus quem ensina a melhor oração, a melhor oração é amar.
4. O maior mandamento é o amor, diz Jesus, a melhor oração é amar.
5. Uns aos outro como eu vós amei, a melhor oração é amar.
6. E se amares o irmão, cumprirás todoa a lei, a melhor oração é amar.
7. Ama a Deus e aos irmãos e santo serás, a melhor oração é amar.
8. Sacrificios nem crero se faltaoa amor, a melhor oração é amar.
9. Sem o amor nem se quer traga os dons para o altar, amelhor oração é amar.
10.Que faremos então se quisermos rezar, a melhor oração é amar.
11. Meus irmãos, comecemos a grande oração, a melhor oração é amar.

Grupo de oração Filhos de Maria.
todos os sábados as 18:00hs
Paróquia Santa Adélia.
Rua Cachoeira de Minas, 468
Jardim Santa Adélia São Paulo

Há amor em mim – Padre Jonas Abib
Enviado por warty1979
Linda música cantada pelo Monsenhor Jonas Abib….

Publicado em Música | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário